In(felicidade)

In(felicidade)

Felizes, escondemos tudo aquilo que nos torna infelizes, tanto quanto esquecemos de que a infelicidade faz parte da vida. Mas aceitemos que o mundo não é feito de açúcar, pois um dia seremos infelizes. Somos infelizes pensando que temos que ser felizes.

Assim, aceitando esse fato, inexiste a frustração, e talvez a felicidade realmente começa em saber disso. É assim, correndo riscos. Fazer o que, temos que ligar nossa "maldição" de saber fazer as contas.

Texticulos (2)

Texticulos (2)

Ontem presenciei algo interessante digamos.

Duas amigas de meia idade chegaram no meu trabalho e enquanto uma entrou a outra ficou do lado de fora, ficou enojada porque sentia de longe o cheiro de "mofo" do sebo - como se fosse irrespirável lá, enfim, fingemos que seje, afinal não tenho a renite que ela disse que tinha.Mas o verdadeiro "nojo" veio depois.

Inexplicávelmente como pessoas simpáticas ou mesmo falantes puxam assunto, ela puxou comigo. Não um assunto, ela simplesmente começou a falar já que ela estava do lado de fora da loja esperando a amiga, e eu apesar de ouvir, não pude falar muita coisa por causa desse assunto (com uma licença gramatical correta):

"Ah nunca gostei de livros, nunca gostei de ler, e nem de estudar. Mas eu nunca disse isso aos meus filhos, sempre disse para eles estudarem. Tanto que um agora está terminando administração. Mas ganho bem, eu trabalho fora do Brasil sabe?"

Eu: "Ah eu acho que ler é importante, principalmente para se arrumar uma carreira boa, vê-se o seu filho"

"Mas nunca precisei disso não, ganho bem lá fora nos EUA, trabalho como babá"

Eu: "Mas tá aí, é babá, acho que é o único tipo de serviço que dá pra arrumar"

"Nesse país se precisa estudar, mas em outro não, sem contar que aprendo uma língua de graça"

Depois dessa frase ela se virou e eu fiquei quieto no meu serviço. Bom, depois de ela terminar com essa frase ela automaticamente se encaixou naquele frase cômica "de que até os mendigos dos EUA falam inglês". Ela deve achar chique!

Contar esse caso é um bom gancho para se relatar, mais um relato, de como muitas pessoas são acomodadas com sua vida, principalmente brasileiras.

E além de nacionalidade, abrem mão de seu orgulho e conquista pessoal de ser humano em favor de algo que o próprio ser humano inventou para colocar valor nas coisas, o dinheiro. É uma prova de que quanto mais a humanidade evolui, é mais simples ter um pensamento retrógado e acomodado, é fácil sentar na sua verdade absoluta e informação simples do que ir atrás de algo que te enriqueça pessoalmente. É um pensamento pusilânime dela, mas, isso nem em causa revolta e nem desprezo sinceramente, só me causa pena, dó e lamentação.

Trabalho em um centro de cultura, que simplesmente é chamado de sebo. Mas a cada dia que passa vejo que a cultura nunca será ao alcance de todos e nem será alcançada por todos por mais que se ofereça isso em cada esquina, Muitos não sabem buscar, muitos não querem buscar. É a cultura do cd de 3 reais de axé de frente a Fausto de Goethe, e neste país se prefere a primeira opção.

Considerações sobre Raul Gil


Coisa rápida.

O Raul Gil é a Xuxa "tiozão".

Ele a mais ou menos 250 anos, pulando de canal a canal, assinando contratos em aramaico, comanda o seu programa seguindo rigorosamente o mesmo formato. Crianças, banquinho e chapéu. Recentemente ele foi para o SBT se juntando a safra de apresentadores que testemunharam o nascimento da agricultura ou mais e esse formato ficou ainda mais curioso, até suas dançarinas de palco são crianças de all-stares cano longo...

Ta aí o segredo de sua longevidade e riqueza, um programa barato que não tem nenhuma externa, que não precisa de cachê pra ninguém exceto as pessoas do banquinho e o cara do chapéu, e que não precisa pagar salário bom pra ninguém, exceto o apresentador claro. Crianças se contentam com 1000 reais.

Sem contar de que ninguém saca essa conexão Xuxa que ele tem. Velhice para baixinhos ele nunca terá, até porque ele já passou dessa época junto com a Hebe, Cid Moreira e o chefão, Silvio Santos.

É, se eu fosse o Silvio Santos com certeza daria meus pulinhos junto com o Raul Gil, foi um bom negócio mandar o Gugu catar coquinho. Uma economia de 2 milhões de reais ma oe!

É coisa nossa

É coisa nossa
Excelentes conclusões do sempre ótimo blog do Tio Dino. Ah, não percam seu Twitter também!



Duas coisas bem brasileiras: samba e atear fogo na própria casa para pleitear na Prefeitura uma indenização.

Duas coisas bem brasileiras: feijoada e furar filas.

Duas coisas bem brasileiras: caipirinha e forjar laudos de perícia para se aposentar por invalidez pelo INSS.

Duas coisas bem brasileiras: bunda e reclamar da ineficiência dos órgãos públicos vendendo o voto por uma caixa de cerveja.

Duas coisas bem brasileiras: futebol e comprar produto roubado porque é barato, achando absurdo a situação da criminalidade no país.

Duas coisas bem brasileiras: belezas naturais e bituca de cigarro na calçada.

Duas coisas bem brasileiras: povo alegre e que combate a violência a pauladas.

Duas coisas bem brasileiras: Carnaval e bandidos travestidos de movimentos sociais com a chancela do Governo.

É tudo coisa nossa.

Filosofias Johnnie Walker (5)

Último, derradeiro e post final dessa seção cretinamente útil.



Apesar que mulher feia é igual carro velho. Você empurra e empurra pra acabar pegando...

É, só pra continuar nas frases batidas! 

Tirinhas da Semana (24)

"Charlie era o menino mais pobre da cidade, mas que tinha um grande sonho (...)"
Isso parece história do programa do Gugu, mas não, é a Fantástica Fábrica de Chocolate.

Tirinhas da semana, ao contrário da semana passada, agora sim dentro dessa semana, ou não.

(Se precisar, clique para ampliar)



Refletindo sobre Ozzy

Refletindo sobre Ozzy

Eu sei que vou dizer algo que já causa e causará ódio em relação a minha pessoa com possível guerra interplanetária. Eu acho o Ozzy o pior vocalista do Black Sabbath.

Não discuto sua história e sua importância para ela como grande rock star, personalidade controversa (meio dã agora), e seu talento para a música, afinal ele foi um dos fundadores e idealizadores do Black Sabbath. Mas como vocalista ele é bem limitado, sempre foi. Para mim até o odiado por muitos fãs puristas, o Tony Martin, que depois do Ozzy gravou mais álbuns com o BS, supera com folga Ozzy em questão de poder vocal e até prazer minimo de se ouvir. O Ozzy simplesmente me incomoda e me incomoda ainda mais o fato de em seus álbuns estarem cada vez mais, como posso dizer, cheios de "digitalização". Black Rain e Scream não me deixam mentir!

O que me faz gostar ainda mais de um Dio (que Satã ou Odin o tenha) e de um Tony Martin que verdadeiros fãs, souberam reconhecer e continuar indo assim nos shows da banda sem ser um pentelho pedindo Ozzy na Paranoid. Pena que o público diminuiu a ponto de o BS tocar em pequenas palcos.

Inegávelmente o Black Sabbath se reergueu com a volta da sua formação original em 1995, logo, com a volta de Ozzy. Que mais por sua história e personalidade fez história, e não por seu talento vocal realmente.

Ah. Porém o Ozzy é muito melhor que qualquer vocalista de Power Metal, não em relação a um poder de alcançar notas mais altas, mas sim o mais importante, o prazer de se ouvir. E daí depois disso é de Cine pra baixo ok?

A título de informação, como o Black Sabbath teve muitos vocalistas, uma lista com os álbuns da qual cada um fez parte:

Ozzy Osbourne

Black Sabbath (1970)
Paranoid (1970)
Master Of Reality (1971)
Black Sabbath Vol 4 (1972)
Sabbath Bloody Sabbath (1973)
Sabotage (1975)
Technical Ecstasy (1976)
Never Say Die! (1978)

Ronnie James Dio

Heaven and Hell (1980)
Mob Rules (1981)
Dehumanizer (1992)
Ian Gillan (vocalista do Deep Purple)

Born Again (1983)

Glenn Hughes

Seventh Star (1986)

Tony Martin

The Eternal Idol (1987)
Headless Cross (1989)
Tyr (1990)
Cross Purposes (1994)
Forbidden (1995)

Feliz dia do amigo

Feliz dia do amigo

Pois é pessoas, hoje é dia do amigo!

Bom, é uma data irrelevante, duvido que alguém lembrava disso. Nem eu lembrava até hoje alguém me parabenizar por isso... Se fosse feriado era outra história!

Talvez não seja a pessoa mais indicada para ser amigo de alguém e talvez nem esteja no lugar certo pra isso. Não sei. Será? Bom, provavelmente sim já que todos os leitores desse blog são meus amigos instantâneos. Sim!

Pessoas que através daqui, entram na minha mente, seja ela insana ou crítica e espero que seja assim por muito tempo.

Então feliz dia do amigo pra todos.

Guia completo de tradução de risadas de internet


Desde que o primeiro emoticon foi inventado (foi esse :) pra quem não sabia), as risadas foram surgindo a medida que a comunicação instantânea popularizou-se. E hoje há uma diversidade tão grande que fica difícil saber e entender que tipo de risada a pessoa está tendo na real. Talvez elas funcionem assim:

1) HUAHUHUAHUHA: é aquela risada alta. Você gargalhou, tanto na Internet quanto na vida real, a famosa gaitada;

2) HAHAHAHAHHAHA: você riu alto, mas só na Internet. Não externou esse sentimento para o mundo real;

3) HuAUhUHAuhAaUH: igual a risada 1, mas meio emo;

4) HEHHEHEHEHEHE: risada meio maquiavélica, típico quando rimos de alguém que se fodeu. Também aceita-se a variação MUHAHAHHAHAHAH;

5) hehehehe: em caixa baixa, quando o que a pessoa tá contando é meio vergonha alheia (você sentindo vergonha dela);

6) hohoho: aquela risada sapeca, quando você ou a outra parte se deu bem por algum motivo;

7) hihihihihihi: risadinha sapeca e marota, quando alguém está se dando bem ou rindo de outra pessoa, mas dá uma de sonso e quer parecer inofensivo;

8) huhhuhuhuh: uso similar ao item 6;

9) hahahahaha: quando algo arrancou alguns gramas de sorriso seu;

10) hueuhauheuhuahueha: ninguém ri assim na vida real, mas na Internet normalmente isso rola entre amigos no MSN;

11) rsrsrsrsrsrsrs: Rio Gde do Sul, Rio Gde do Sul,Rio Gde do Sul,Rio Gde do Sul,Rio Gde do Sul,Rio Gde do Sul…

12) RSRSRSRSRSRS: igual a de cima, só que gritando;

13) kosakodkaoskdoasjdha: adolescentes emos tendo orgasmos anais vendo Crepúsculo;

14) kkkkkkkkkkkkkk: haja vitamina K.

Via Byte Que Eu Gosto

Tirinhas da Semana (23)

Zzzzzzzzzzzzzzz... dormindo até agora a pouco!

Obs: Fazia tempo que não via o Cyanide and Happiness tão legal que nem tava essa semana!


























Filosofias do acordar

Filosofias do acordar
Aproveitando o mascote desse blog, resolvi fazer um post com esse tema...



Pessoa Hippie: "Acordar 5 da manhã pra ir trabalhar? Cara, pra quê? Curta mais a vida, acorde a hora que te fizer bem"


Pessoa mórbida: "Pra que acordar?"


Pessoa CDF: "Vou acordar essa hora porque estou ansioso para a aula de hoje!"


Pessoa estudante: "Acordei essa hora porque nem dormi..."


Pessoa trabalhadora brasileira: "Mais um dia... mas lá vem dia 5."


Pessoa sacana: "Acordar 5h da manhã? Eu acordo às 9h pra ir pro trabalho, moro a 15 minutos de lá" (eu)


Pessoa saúde: "Vamos lá pessoal, vamos acordar agora cedo mesmo no frio, ele faz bem pra gastar as calorias. Te faz correr mais!"


Pessoa vadia: Zzzzzzz (12h)


Pessoa religiosa: "Obrigado Deus"


Pessoa religiosa mas nem tanto: "Porque Deus?"


Pessoa baladeira: "Vou trabalhar amanhã não!" (mesmo sendo quarta)


Pessoa Professor Jirafales: "Gooool do Pelééé"


Pessoa obesa: "Tudo bem, acordei. Agora é tentar levantar..."


Pessoa revoltada: "Caralho, ainda é quarta. Mais um dia fdp!"


Pessoa normal: (usa o soneca do celular)



Texticulos (1)

Texticulos (1)
Eba, nova seção!

Através dela vou (tentar) expor meus fatos bizarros do dia a dia, reclamações e coisas de etecétera de uma forma mais direta e não lá tão bem elaborada. Espero que consiga prolongar a seção passando do número 1.

Hoje estava voltando pra casa do trabalho e na metade do caminho apareceu uma senhora na minha frente com umas sacolas, até ai tudo bem, mas o "engraçado" é que ela olhou pra trás pelo menos umas 7 vezes...

Ou ela me achou deveras bonito (?) (not, afinal ela não tinha cara de velha tarada, não que eu queira saber, claro) ou ela me achou um bandido, o que é bem provável pois ninguém anda na rua olhando pra trás se não for homem. Bom, acho que estava vestido decentemente e estou de barba feita. Se eu saísse na rua depois do fim de semana vadiando em casa e trajado como as pessoas se trajam em casa, com chinelão e tudo, aí sim eu acho que ela teria razão.

Dá vontade de falar bem "Hermes e Renasticamente": "Perdeu o cu na minha cara porra?".

Lembrei daquela terça estranha depois daquela segunda macabra que o PCC prendeu Sâo Paulo em suas casinhas, todo mundo olhava estranho pra quem aparecesse!

Bom, travestido ou não de bandido, falando nisso, apareceu um... ser com seios e cabelo postiço na loja onde trabalho, que além de estranhamente passou dando tchau, voltou lá pra falar:

"Ao contrário da loja eu sou 24h, pode ligar pra mim e o preço "a gente combina"

Só pra explicar, ela ou ele ou sei lá, falou isso apontando pro lado de dentro da loja e felizmente não a mim, que estava do lado de fora dela. Eu não mereço tanto azar bizarro. Agora a pergunta é... pra quem? e principalmente... WTF?

Ahh, são "belezas" que só a Rua Augusta proporciona!

(...)

Shit!

A vida não passa de uma grande e enorme lei de Murphy.
Quem você quer que te olhe não olhará. Quem você quer que apareça não aparecerá, simples assim...

Pra encerrar, desde o começo da semana aprendi que o Anime Friends só vale alguma coisa sendo com os Friends. Fora isso não tem nada divertido assim não, acho que qualquer lugar, a não ser que você seje alguém da tv.