PAS - Partido do Anti-Socialismo

PAS - Partido do Anti-Socialismo

Hoje vou falar do anti-socialismo... 
Não, não do socialismo = comunismo leve, como tais partidos políticos brasileiros defendem, inclusive o que comanda nosso país atualmente.

Mas do anti-socialismo sobre amizades...

Sei que quando falamos que somos anti-sociais a palavra assusta, parece que pra maioria feliz ela significa gente chata, estúpida, mal-educada, gente nerd, que não sai do quarto e vive lendo ou jogando vídeogame, reclamando da vida... etc.

Então aqui digo que isso é um absurdo!
Absurdo por quê? Porque as pessoas não conhecem realmente o que significa ser anti-social, praticam isso sem notar.

Por exemplo...

Se você é seletivo em suas amizades, odeia ir em algum encontro de 'amigos' esperando 10 pessoas quando na verdade se tornam 50, e você acaba indo de carona sem querer para uma balada mal-cheirosa, ou zuação por ai em qualquer lugar onde todos compram vinho barato e ficam tirando fotos bêbado porque eles acham isso cool, sem contar o fato de ter que cumprimentar uma fila de 50 pessoas (aumentando a 'má vontade' na hora de ir embora).
Se é aquela pessoa que atravessa a rua pra não cumprimentar alguém conhecido distante, é aquela pessoa que odeia ter que sair da frente do pc do quarto pra ter que cumprimentar visitas, ou até pior, visitas de família... aqueles encontros de fim de ano que você odeia ir, na qual todos conversam sobre assuntos das quais você nem quer saber direito (afinal, é fim de ano e você dá graças a Deus por isso). Assuntos como economia, política, fofocas de celebridades ou histórias de família, e ai quando alguém lúcido fala um assunto diferente da qual te interessa, logo te interrompem quando você começa a falar... (não tem nada pior u.u).

Mas, então, voltando ao assunto de anti-socialismo. Se você se identifica com todas ou alguma desses casos que abordei, ou tem algum pra sugerir. Sim, você é um anti-social e levanta essa bandeira. Afinal hei de concordarmos que o socialismo é um saco, e ficar 'babando ovo' de desconhecidos e rindo forçadamente de piadas de chefe são coisas de falsos e puxa-sacos!

E a internet, mais precisamente os sites sociais tem sido uma pedra no sapato pra quem é assim, 'seletivo', abordei isso em outro texto postado aqui. Pessoas tem trocentos e cinquenta milhões de contatos, e só falam contigo avisando que montaram um fotolog e pedindo que comentem lá... (Me pergunto pra que isso oh Lord? No Orkut já não dá postar as fotos e receber comentários do mesmo jeito?). Dá até vontade de falar o que realmente penso dessa pessoa fútil, mas como sou legal deixo pra lá. Sou um anti-social legal!

E modéstia a parte, falei que sou um anti-social bacana xD
Vou explicar que, como tudo tem seus dois lados. nesse mundo anti-social também tem.

Tem os clássicos chatos e isolados. Tem aqueles que são só porque, como se julgam 'góticos' acham que tem que ser assim, e só vivem pedindo pra morrer... (talvez precisem mesmo, tem muita gente inútil no mundo). E finalmente tem aqueles anti-sociais legais, simpáticos, que não se misturam e selecionam suas amizades, preferem um bom livro em vez de uma balada com fedor de cigarro e quando saem com amigos, saem pra um lugar tranquilo, preferem uma boa conversa e acham que isso é um estilo de vida saudável, afinal, viver com muitas pessoas das quais você nem consegue trocar uma idéia legal faz mal a saúde e ao humor!

Sim, gosto de ler e de ficar sozinho. Gosto de sair, mas não sou hiperativo. Gosto de botar o fone de ouvido num rock bem alto (Metallica rules!) pra ninguém falar comigo. Não faço questão de ser simpático com todos e nem de cumprimentar quem não quero (o msn disfarça bem isso). Atravesso a rua se não quero falar com alguém e até faço o caminho mais longo pra não ir na mesma direção com quem trabalho (afinal, social já fiz, convivo 8h com eles todo dia, e tudo que quero é ouvir meu mp3 kkkk). Não digo o que alguém quer ouvir só pra ganhar um 'amigo' e não falo mesmo com quem não quero... Ué só porque te tenho como contato no msn não quer dizer que eu vou todo dia clicar na sua janela pra falar alguma coisa. Se for pra ficar sem assunto com alguém prefiro ficar na minha! xD

Anti-socialismo rules \o/

A maldita inclusão digital do Brasil!

A maldita inclusão digital do Brasil!

A inclusão digital irrita e o principal "pára-raios" dessa irritação se chama Orkut!

Um belo dia um cara turco chamado Orkut Büyükkokten (quem souber pronunciar esse nome, me ensine), na onda da internet de "se conectar" criou um site de relacionamentos chamado, tarã, Orkut! (Só tendo um nome esquisito pra batizar alguma coisa, me imagino no lugar dele fazendo a mesma coisa, em vez de Orkut seria, tará, André! Não, tosco demais...). Bom, a função dele como site de relacionamentos é se relacionar (dã), conversar logicamente. Adicionar vendo suas coisas em comum, seje comunidades ou perfil.

Se a Argentina tomou conta das Malvinas, e o EUA tomou conta do Alasca, o Brasil com sua inclusão digital tomou conta do Orkut. Simpatizado pela sua cor azul-bebê ridícula e sua facilidade de uso, daí começou sua sina maléfica... O seu fim. Sim, esse será seu caminho, porque pessoas de bom senso estão abandonando-o, seja pela sua quantidade de spams, costumeira lentidão e erros seguidos de carregamento, seja pelas pessoas (estranhas) que o habitam.

Eu sou um deles. Bom, tá certo que quem me conhece sabe que eu não o abandonei e talvez nem pretenda fazer isso, afinal, todos estão aqui. Mas como muitos e ao contrário da maioria resolvi fazer um perfil direcionado a me relacionar com pessoas amigas e conhecidas, (Oh! O básico que a maioria esqueceu ou nem sabe). E não sair adicionando para ter 900 contatos e conversar com 10 e olhe lá.

Bom, na minha primeira tentativa, no primeiro perfil que fiz, sempre fui de aceitar todo mundo que quis me adicionar, só nunca fui de sair adicionando quem não conheço (sou meio anti-social pra isso ^^), mas aceitava aqueles que queriam me adicionar esperando que, como o Orkut é um site de relacionamentos ia fazer boas amizades, sim, consegui isso, amizades duradouras, porém a maioria (infelizmente) é revoltante. Me arrependi sobre a forma como agia, vi que te adicionam só por adicionar, e que a maioria só te adiciona pra colecionar pessoas do mesmo estilo ou de foto bonita para se vangloriar: - Olha, tenho 1000 contatos, sou tão social!

E quando esses seres dão sinal de vida, limitam-se a um: - Oi, tudo bem, tem MSN?. Até ai tudo certinho, é um começo de conversa. Socialmente, simpático, você passa seu email, e ai acontece o "milagre de lá a pessoa ser mais anti-social que você e repetir sempre o assunto que nem um papagaio de pirata: "oi, tudo bem? novidades?", te forçando a puxar assunto. Oras, é o papel da pessoa que pediu meu MSN fazer o básico da relação humana: "Se queres conhecer alguém, sente ao lado e converse".

Ai depois de xingamentos dirigidos ao monitor vendo essa tosqueira humana acontecer, me vejo obrigado a pensar que essa pessoa foi na lan house pra fazer um Orkut e MSN só porque os amigos tem, moda. E lá consegue conversar só com a amiga que não sai da frente do Positivo da casa dela e recebe scraps em massa dos 'incluídos digitalmente' da família que nem sabem se expressar direito, não usam vírgulas e escrevem tudo errado, parecendo um código tipo: "coloque as vírgulas mentalmente e descubra o que estou falando". Mas isso é um problema grave da educação do Brasil e também das pessoas que não querem saber de aprender a se expressar direito. (Bom, podemos esperar o quê de um Presidente que tem só o primário?)

Claro que tem suas exceções e os que fazem parte desse "grupo" lendo tudo isso podem pensar que sou metido (foda-se), mas quem de bom senso não se irritaria pensando nisso? A maioria irrita, sempre irrita!

(momento fúria) Será que sou louco de pensar assim? Isso é um site de relacionamentos, o sentido é se relacionar com as pessoas, conversar!!!

E ai como raramente acontece isso por aqui no tão 'rico' Orkut, cai-se na velha máxima, o Brasil é o pais da tosqueira!

Isso sem falar do internetês, "exaaa gentiiii fofuxaaaa". É, escrever certo no Orkut é coisa careta... u.u

Moral da História: Sou louco por ser normal? Sim =)
Prefiro ser "uncool", em vez de agir como a maioria

Sábado de Chuva

Sábado de Chuva

Aaaah como me dá raiva certos dias!

Sábado, você espera a semana inteira pra ele chegar pois é um dia diferente do domingo apesar de fazerem parte do fatidico fim de semana. Por que?

Porque nele você pode sair tarde de casa e ver que seu dia não vai acabar com a batida da meia-noite, nele você pode se embebedar e chegar em casa pra hibernar, que vai ter a sua caminha lá te esperando e da qual pode-se só acordar no horário do jogo de domingo a tarde da Globo, afinal não vai ter nenhum despertador ou alma viva te chamando para ir trabalhar!
Nele você vai pra balada e aproveita, ao contrário do domingo, porque como você mero mortal trabalhador que é, segunda já pega no batente de novo, ao contrário dos filhinhos de papai (ou vagabundos desocupados mesmo) que vivem dentro de uma balada, seje de rock, dance etc...

Bom, só enrolei até aqui, mas aonde quero chegar é... Chega sábado e quando você acorda ao olhar pela janela depara-se com uma chuva, qualquer chuva (garoa não conta) e aí suas esperanças de sair desabam junto com seu ânimo. Dai para onde você vai? Cama? Não. Você vai direto pro msn esperar que alguém de interessante esteje online, esperançoso, pois ninguém sai de casa num sábado de chuva, as pessoas ficam no msn em off escondidas a espreita (Fato!)
Meu dia foi assim, tendem a ser assim num dia de chuva, bom claro, tenho uma vida fora do msn, não sou um alienado (ou sou?); enfim... Procurei outras coisas para fazer, ver TV, ler um livro ou algo pela internet, ouvir musica, andar pela casa, comer, mas ai depois de fazer tudo isso eu vi que nada estava satisfazendo, até me irritava, estava com um mau humor causado pela indignação dessa chuva; nem consegui comer o pacote inteiro de bolacha que estava mão, e era de chocolate ainda!!

Nesse tédio desgraçado que nem comer direito consegui, voltei para o msn, conversei um pouco e fiz tudo de novo o que acabei de falar, e agora estou aqui, sentado neste improdutivo dia de sábado, escrevendo essa porcaria, narrando minha história desinteressante talvez, mas por outro lado pensando aqui comigo sem botões: "escrevo isso porque vai ter gente que vai se identificar". Gente que, bom, está aqui sentada como eu, em frente ao pc, que dia a dia tenta-se desgarrar do 'vício", mas é impossivel de conseguir isso quando a vida lá fora não tende a colaborar...

Hoje entendi, dentre várias coisas que bolei na minha cabeça. Que não era atoa que o Mamonas cantava aquela musica, celebrando a ocasião, Sabado de Sol!

Nostalgia

Nostalgia

Ah a nostalgia...
A saudade daquela época quando tudo era mais simples, tipo uns 15 anos. É uma lembrança claro. Mas ela aperta na medida em que a vida se encarrega de ajudar a fortalecer isso, com seus 'socos', te pára, te pára até no tempo com o fracasso se apresentando, e ai vem o baque de dizer: "Puta que pariu, tenho que me 'levantar', tenho que começar tudo de novo (aff, que merda)". Mas felizmente a experiência fica, é ela que nos segura no meio da frustração seje qual for.

Ah a nostalgia...
Daquela musica, que por mais tosca que seje, nos faz lembrar de uma época que já se foi. Sabe aquela sensação de sentir seus passos mais leves? Então, isso que me acomete quando ouço esse tipo de musica; ah o sorriso fica fácil e rio sozinho sem querer lembrando do tempo em que a amizade se era talvez menos forte e mais ocasional, era mais frequente e divertida, todos os dias via os mesmos rostos e não os da rua da qual nem conheço. E voltando mais no tempo, de quando minha mãe ligava a rádio pra limpar a casa e ouvia todas aquelas bandas da qual nem sabia o nome, mas que gostava da musica (aquele época tinha bandas ruins e que hoje nem gosto, mas quem se importa quando o que interessa são as lembranças?). Ah o vinil, nossa, vivi essa época mesmo que rapidamente! Com certeza era mais prazeroso ter a sensação de colocar a agulha e olhar pra aquela capa grande nas mãos; limpar vinil era uma terapia familiar para mim hehe!
Sim, essa minha época era a o dito 'grunge', em que as crianças como eu nem tinham um estilo, não se denominavam algo, eram apenas crianças, nem me vestia de preto nessa época e nem me tocava que a moda era usar blusas de flanela.

As coisas mudam cada vez mais rápido e vemos como era bom antigamente, é feliz o fato de eu ter vivido essa época. É bom essa sensação de nostalgia, a toda vez que lembro...

O maravilhoso país comandado por um sem dedo!


Hoje, refletindo sobre o efeito do nada sobre porra nenhuma, me dei conta de que o Brasil é o único país do mundo, governado por um analfabeto que assinou uma reforma ortográfica, é também alcoólatra, que instituiu a lei seca.

O verdadeiro significado da páscoa

O verdadeiro significado da páscoa

Post atrasado, mas não para a páscoa do ano que vem! Então é hora de tirar poeira disso e postar logo =D

Cada ovo 30 reais (fora os de marcas desconhecidas, aqueles que ficam na frente da Americanas ou nas lojas da 25 de Março, e que tem gosto estranho) e mesmo assim todos se empanturrando em chocolate com o objetivo de festejar, ou mesmo se alegrar por causa do chocolate (mulheres com TPM).

Uma data tão insignificante e eternamente capitalista. Por acaso alguém lembra o que significa essa data além de comer chocolate e ganhar uns quilinhos até vir a proxima data comemorativa?

Confesso que nem eu lembrava até ouvir por ai que é por causa da ressurreição de Jesus. Cara sobrenatural e fodão esse e nem lembramos do que ele sobrenaturalmente conseguiu? tsc tsc...

O Momento do Rock

O Momento do Rock

Aqui vou reproduzir um pedaço de uma crônica (um pouco modificada por mim) sobre o rock atual que vi no site Delfos, e que valem a pena vocês visitarem ^^

Aqui está o link: http://www.delfos.jor.br/ 


Esse pedaço exprime bem o que penso sobre o rock de hoje!

"Se os adolescentes da moda (que na sua maioria tem, sim, pouca capacidade de discernimento porque lhes faltam referências e conhecimento sobre o passado que tem influência sobre o que eles gostam) se dessem ao trabalho de conhecer as origens do bom, velho e verdadeiro rock n’ roll em vez de julgar ruim o que é velho, suas bandas preferidas deixariam de ser espetaculares, geniais e inteligentes para se tornarem medíocres, burras e, no máximo, legais. Isso, claro, com uma dose gigantesca de boa vontade"

A Esperança Vazia

A Esperança Vazia


Aprendi que a esperança é algo tão vazio, mais vazio do que a verdade das pessoas!

Nunca devemos ter esperança demasiada, devemos apenas esperar que algo de bom aconteça, através de nossa vontade e nossas escolhas, dia-a-dia. Quando temos 'esperança' de algo é a maior o risco de você se decepcionar e se torturar, talvez pela vida inteira, quando a realidade não for aquela que você sonhou...

Quanto maior o sonho maior a queda. Por isso é apenas necessário simplesmente viver sua vida como ela é, agradecer o que tens de bom, aproveitar seus amigos, trocar sabedoria e risadas por mais que sejam imbecis e desfrutar de suas conquistas, mesmo que seje um simples salário. Tudo tem um lado bom e ruim, e a vida também é assim, tudo depende de um ponto de vista próprio, as coisas são como nós pensamos. E não digo que não devemos ter sonhos, mas apenas sonhar com aquilo que podemos alcançar; um passo de cada vez.

Quando dizemos que toda esperança se foi, não é algo triste, é algo verdadeiro